top of page

N A Z I S M O*

Goebbels foi o ministro da propaganda do governo nazista de Hitler, na Alemanha, nas décadas de 30 (a partir de 1933) e 40 (até 1945), quando os dois se suicidaram e a ditadura nazista na Alemanha foi derrotada pelos ALIADOS (Estados Unidos, Inglaterra, França, URSS, China). Ele dizia que uma mentira repetida muitas vezes termina por ser tida como verdade (daí vêm as “fakes news”!). Por mais de uma vez generais de Hitler tentaram matá-lo, porém sem êxito. Goebbels, no estertor da derrota nazista em face da vitória da democracia, matou sua esposa e seus filhos, e se suicidou em seguida. O marechal nazista Goering também se suicidou.

O Brasil integrou o grupo de nações ALIADAS, tendo participado da guerra contra o nazismo, nos campos de batalha na Itália, para onde foi a heroica Força Expedicionária Brasileira - FEB. Goebbels e Hitler, com seu Partido Nazista, no Poder alemão, no Holocausto, assassinaram 6.000.000 de judeus, nos fornos crematórios dos campos de concentração, em uma tentativa de extinguir a etnia judaica, que eles consideravam ser um povo inferior, da mesma forma que os negros e os ciganos. Este foi um dos maiores genocídios da História. O nazismo pretendia impor ao Mundo, à Humanidade, o “Reich”, ou seja, um "Reino de 1.000 anos" de domínio da "raça" branca ariana sobre todos os demais povos, em um governo universal autoritário, racista, obscurantista, liberticida, policialesco, fanático, militarista, ditatorial. Em síntese, isto é o nazismo. Os chefes nazistas que não se suicidaram e os que não foram mortos pelos próprios alemães, foram presos e julgados no Tribunal de Nuremberg, onde foram condenados à morte ou a longas penas de prisão. Mussolini, o fundador do fascismo (ideologia irmã gêmea do nazismo), foi derrubado do Poder Italiano e morto enforcado pelo povo da Itália, em praça pública. Goebbels e Hitler foram dois dos maiores criminosos da história.

Derrotada na guerra, a ex Alemanha nazista, se reabilitou, passando a ser um estado democrático, que cultua a liberdade, a ética e o humanismo, tornando-se um modelo da democracia no Mundo.

Os seres humanos não permitirão a banbalização do mal absoluto no planetaTerra (lembrando Hanna Arendt).

A HUMANIDADE, a Liberdade, a Democracia, a Ética, o Humanismo, o Bem contra o mal absoluto, não permitirão jamais o retorno do nazifascismo ao Poder sobre a face da Terra.


__________________________________________________________________________________

*Razão de ordem técnica impediu a postagem desta matéria na data prevista, Dia Internacional das Vítimas do Holocausto, 27 de janeiro.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

RS: É HORA DE FALAR DOS CULPADOS

A tragédia no Rio Grande do Sul não pode ser atribuída somente à mudança climática, como se ela tivesse batido na porta sem avisar. Em 2015, ainda no governo Dilma, a Secretaria de Assuntos Estratégic

A política da ignorância

José Alcimar de Oliveira* "A ciência incha" (1 Cor 8,1) 01. Pior do que a ignorância da política é ver o mundo tomado pela deliberada política da ignorância aos 300 anos do nascimento de Immanuel Ka

Comentários


bottom of page