top of page

Vida boa

Não pega bem o que estão dizendo do ex-Comandante Militar da Amazônia, General Vilas-Boas. Acometido de doença degenerativa, ele passou para a reserva remunerada - o que é um direito dele - por invalidez. Por generosidade de seus companheiros, foi designado assessor do Gabinete de Segurança Institucional. Lá, passou a receber vencimentos de mais de 13 mil reais, acumulados ao soldo de general reformado. Isso não é o pior. A benesse teve efeito retroativo. Mais um problema para o Presidente da República, que pensa ser Luís XIV. Mais grave, ainda, é estar o ex-comandante sob a mira dos órgãos de controle, de quem os media têm pedido informações. Um vexame nada republicano.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mandatos pró-ambiente

PSOL e Rede inscreverão 11 de seus filiados para concorrer nas próximas eleições municipais. Eles são candidatos a uma vaga coletiva, para defender o meio ambiente, diante da degradação por que passa

Genocídio dos indígenas

Vai de vento em popa o processo de exterminação das populações e povos originários nas terras a que os europeus chegaram em 1500. O Conselho Missionário Indigenista, o bravo CIMI, ainda dia 16 deste m

TRE convida Comitê Anti-Corrupção

O Comitê Amazonas de Combate à Corrupção participará, na tarde de hoje (15:00) da Reunião Geral de Combate à Desinformação com os institutos de pesquisa eleitoral, no Plenário do TRE/AM. Será discutid

Σχόλια


bottom of page