top of page

Velho vs. Velhaco

A condenação do ex-Presidente Donald Trump, por um júri popular, enseja interpretações da mais variada ordem. A começar pelo ineditismo da figura presidencial envolvida, até outros aspectos que ainda não tiveram exauridas as probabilidades de investigação. Talvez o próprio número de crimes atribuído ao condenado justificará prolongada, profunda e ampla atividade investigativa. Nos dois sentidos - o trabalho policial e a atividade de pesquisa acadêmica. Os cientistas das Humanidades certamente lançarão sua curiosidade a cada uma das 34 acusações - que não exaurem os cometimentos ilícitos de Trump - que 12 cidadãos norte-americanos condenaram. Outros buscarão explicar as razões que levam estudiosos e políticos de todos os continentes em permanecerem fiéis à crença de que os Estados Unidos da América do Norte são uma democracia. Juristas tentarão entender como um país rico e poderoso pode ser legalmente conduzido por um delinquente condenado, antes que a pena seja cumprida. Do ponto de vista interno, tende a ocupar espaço a preocupação em acompanhar a próxima eleição presidencial. Se o concorrente de Trump não consegue esconder o peso da idade provecta, nem assegura de antemão sua capacidade eleitoral de vencer o pleito, o alinhamento dos dois na pole position da corrida pode anunciar - a disputa entre um velho e um velhaco.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Nem bancada é necessária

A repercussão do tiro que feriu a orelha de Donald Trump vem carregada de dúvidas e suspeitas. A leitura dos mais influentes meios de comunicação dos Estados Unidos da América do Norte gera, no mínimo

Uns e outros

E necessário insistir: governos não erram, apenas escolhem os beneficiários de suas decisões. Alguns, como o do triPresidente Lula, têm que se submeter a práticas viciadas e danosas à sociedade. Mesmo

A soberania transferida

Muito se tem discutido a respeito do papel do Banco Central. Não o suficiente, porém, para permitir julgamento e manifestações destituídos dos valores e interesses postos em jogo, nem sempre de maneir

Comments


bottom of page