Tambor cheio


Fabrício Queiroz (aquele melhor amigo encontrado em Atibaia) avisou: minha metralhadora está cheia. Mais claro o amigo número 1 não poderia ser, quanto às intenções. Dúvidas restam apenas quanto à ordem de uso, para esvaziar o tambor. Quando o sapato aperta ou os intestinos se subvertem, tudo se complica. Nem os alvos ficam claros.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Promessas

A semana promete. Pelo menos, no que toca a CPI do Senado. A expectativa é grande, dentro e fora do Planalto, do Palácio inclusive. Bem treinados, os senadores parecem ter encontrado o caminho para a

O signo da astrologia

Mesmo os mais subservientes dentre os que vivem à sombra do Presidente da República põem em dúvida a promessa de ele fugir à sua vocação e sina. As palavras de Rodrigo Pacheco, ao devolver a MP de pro