top of page

Sem jabaculê

Coube ao humorista Fábio Porchat oferecer uma das mais oportunas críticas ao comportamento dos media, em relação ao governo federal. Em entrevista concedida à bancada do Roda Viva, coordenado pela jornalista Vera Magalhães, Porchat discordou do tempo e do espaço perdidos, com a cobertura e o noticiário das irrelevâncias que entretêm o Chefe do Poder Executivo. O humorista sugere que qualquer menção a ele mencione o cargo ocupado, não o nome da autoridade. Apenas o reconhecimento devido à posição do cargo na hierarquia oficial do Estado, não à pessoa que o ocupa. Esta, irrelevante. A vantagem dos humoristas é terem mais olhos de ver que os áulicos. Até mesmo de muitos profissionais das comunicações, alguns dos quais viciados no jabaculê. Nada pior para ninguém que a indiferença dos contemporâneos.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mandatos pró-ambiente

PSOL e Rede inscreverão 11 de seus filiados para concorrer nas próximas eleições municipais. Eles são candidatos a uma vaga coletiva, para defender o meio ambiente, diante da degradação por que passa

Genocídio dos indígenas

Vai de vento em popa o processo de exterminação das populações e povos originários nas terras a que os europeus chegaram em 1500. O Conselho Missionário Indigenista, o bravo CIMI, ainda dia 16 deste m

TRE convida Comitê Anti-Corrupção

O Comitê Amazonas de Combate à Corrupção participará, na tarde de hoje (15:00) da Reunião Geral de Combate à Desinformação com os institutos de pesquisa eleitoral, no Plenário do TRE/AM. Será discutid

Commenti


bottom of page