top of page

Portas abertas

Esta semana, a Ordem dos Advogados do Brasil abre suas portas para consagrar o segundo amazonense a presidir a entidade nacional. O advogado José Alberto Simonetti chega ao posto após ocupar posições destacadas na OAB-Nacional, em cujo órgão coletivo máximo, o Conselho Federal, exerceu vários mandatos. Durante a gestão anterior a de seu conterrâneo José Bernardo Cabral (1981-1983), a OAB sofrera atentado, do qual resultou assassinada a funcionária Lyda Monteiro da Silva. Não serão menores os percalços de Simonetti, cujo propósito de abrir as portas da entidade pode ser frustrado pelo arrombamento que as ameaça. Risco a que vem sendo exposta a própria Constituição. Em resumo: os tempos não serão muito fáceis para o filho de um ex-Presidente da OAB-AM, além de ser irmão de outro advogado que também ocupou esse lugar. Se as portas da OAB nacional se abrirem para todos os advogados certamente seus ouvidos estarão atentos aos apelos que vêm das ruas. A história do órgão merece. Com os cumprimentos ao novo Presidente, os votos de êxito para sua gestão. O Brasil muito espera - e também merece.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

França e franceses

Mais uma vez vem da França o anúncio de novos avanços na História. Esta quinta-feira marca momento importante daquela sociedade, há mais de dois séculos sacudida pelo lema liberté, fraternité, egalité

Uso indevido

Muito do que se conhece dos povos mais antigos é devido à tradição oral e a outras formas de registro da realidade de então. Avulta nesse acúmulo e transmissão de conhecimentos a obra de escritores, f

Terei razão - ou não

Imagino-me general reformado, cuja atividade principal é ler os jornalões, quando não estou frente à televisão, clicando nervosamente o teclado do controle remoto. Entre uma espiada mais demorada e ou

Comments


bottom of page