top of page

Picolé como consolo

Só se terá surpreendido com a baixa frequência nas manifestações do último domingo 12 de setembro, quem chegou agora. Não me parece exigente de tanto discernimento ou conhecimento acadêmico (científico, vá lá...)identificar pelo menos algumas das causas do reduzido número de manifestantes. O fato de terem tomado para si a responsabilidade de convocar a população não bastaria para o MBL, o Vem Pra Rua e as autoproclamadas correntes de direita e centro encherem as ruas. Se alguma semelhança há entre o 13 de Junho de 2013 e o 12 de setembro de 2021, é uma farsa ainda necessitada de maior identificação. Como toda suposta repetição da História. Não custa lembrar que 20 centavos na tarifa dos transportes públicos de São Paulo pretextaram o entupimento das ruas nas principais cidades do País, naquele ano. Esse era o pretexto. Dizer que uma das lideranças daquela mobilização, o agora deputado federal Kim Kataguiri opõe-se ao grupo que a multidão por ele mobilizada antes levou ao poder, é pouco. Dispensa-se, até, menção ao fato de que a mola propulsora desse ilegítimo processo de ascensão, da direita e suas mais expressivas lideranças, Kataguiri sendo o exemplo acabado, instalara-se em nichos do Ministério Público e da Justiça federais. Hábeis em manipular papéis e atribuir crimes a terceiros, Sérgio Moro, Deltan Dalagnoll e sua grei não conseguem reunir nem mesmo os que veladamente participam de seus mais abjetos propósitos. Já sairão ganhando, se tiverem seus próprios crimes perdoados, no eventual acordo (espécie de pizza gigantesca), substituto do acórdão que asseguraria a cada um dos delinquentes longa temporada em penitenciárias espalhadas pelo País. Um acórdão sem acento agudo. Às pequenas aglomerações de 12 de setembro, portanto, terão faltado motivações suficientes para levar mais gente às ruas. Menos pelo oportunismo dos promotores que pela ausência de propostas minimamente aceitáveis, em defesa prioritária da democracia, não das frustrações pessoais e desenganos ocasionais dos grupos e entidades envolvidos. À verdadeira esquerda (se dela ainda resta algo), aquela comprometida com a redução da desigualdade e o fortalecimento e aprofundamento democráticos, não cabe levar a azeitona à empada dos que fazem do butim sua mais forte motivação. No centro do debate, menos que a resistência à aventura golpista está a busca de uma terceira via, de que a Inglaterra um dia pareceu modelo. Ben Johnson foi seu produto. A vergonha de revelar identidade essencial com os que o MBL e o VR levaram ao poder, mais o medo de serem tachados de comunistas, como eles próprios têm feito com os que se opõem às suas paupérrimas ideias (?), não têm força para pôr nas ruas povo do tamanho que pareciam esperar. Nem bastariam para mostrar condições de obter as mesmas vantagens e regalias prometidas pela banca. Nem mesmo um lugar na mesa lhes será garantido, na hora da divisão. Na rachadinha ora planejada, aos kataguiri e assemelhados não restará sequer um picolé.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

França e franceses

Mais uma vez vem da França o anúncio de novos avanços na História. Esta quinta-feira marca momento importante daquela sociedade, há mais de dois séculos sacudida pelo lema liberté, fraternité, egalité

Uso indevido

Muito do que se conhece dos povos mais antigos é devido à tradição oral e a outras formas de registro da realidade de então. Avulta nesse acúmulo e transmissão de conhecimentos a obra de escritores, f

Terei razão - ou não

Imagino-me general reformado, cuja atividade principal é ler os jornalões, quando não estou frente à televisão, clicando nervosamente o teclado do controle remoto. Entre uma espiada mais demorada e ou

Comments


bottom of page