top of page

Péssimos, horrorosos

Os dois adjetivos, tirados do paupérrimo vocabulário do vice- Presidente da República, foram por ele usados para referir-se à situação da Amazônia, diante da desertificação a que se entregam (des)governo e predadores de toda estirpe. Não se trata dos quadrúpedes de quatro pés (a situação autoriza e exige a referência), mas da ação (des)humana, catapultada pelo olhar ambicioso dos que mandam e pensam em tudo mandar no País, e dos que lhes emprestam obediência e submissão. Nem parece estarmos diante de autoridade facilmente identificada com a redução do controle das atividades predatórias e a quem cabia papel importante na contenção da ganância e na proteção ambiental.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mandatos pró-ambiente

PSOL e Rede inscreverão 11 de seus filiados para concorrer nas próximas eleições municipais. Eles são candidatos a uma vaga coletiva, para defender o meio ambiente, diante da degradação por que passa

Genocídio dos indígenas

Vai de vento em popa o processo de exterminação das populações e povos originários nas terras a que os europeus chegaram em 1500. O Conselho Missionário Indigenista, o bravo CIMI, ainda dia 16 deste m

TRE convida Comitê Anti-Corrupção

O Comitê Amazonas de Combate à Corrupção participará, na tarde de hoje (15:00) da Reunião Geral de Combate à Desinformação com os institutos de pesquisa eleitoral, no Plenário do TRE/AM. Será discutid

Comments


bottom of page