top of page

O nome de um Homem

"Eu só falei o meu nome". Estas talvez as últimas palavras do estudante de Direito da USP, Alexandre Vannuchi Leme, morto aos 22 anos. Apresenta o grito que ele deu, ao sair do interrogatório a que foi submetido, antes de ser torturado e assassinado no DOI-CODI, em São Paulo, em 17 de março de 1973. A rememoração do preço pago pelo estudante por combater a ditadura, foi realizada na passagem dos 50 anos do ato abjeto e indigno. Promoveram-na a Comissão Arns, o Instituto Vladimir Herzog e o Núcleo Memória. Nas palavras do jovem a grandeza de que só os verdadeiramente humanos são capazes.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Dentro do script

Emmanuel Macron conseguiu eleger a nova Presidente da Assembleia Nacional francesa, Yael Braun-Pivet. Derrotado pela esquerda e pela direita, ainda assim, Macron cometeu a façanha. É quase certo que f

Hibridismo

O lado direitista de Nicolás Maduro acabou aparecendo. Ao usar o medo como instrumento de persuasão, o Presidente venezuelano não faz diferente do que faz a direita. E acaba confirmando o que dizem de

Mandatos pró-ambiente

PSOL e Rede inscreverão 11 de seus filiados para concorrer nas próximas eleições municipais. Eles são candidatos a uma vaga coletiva, para defender o meio ambiente, diante da degradação por que passa

Comments


bottom of page