top of page

O dilema de Dino

Há notícias que parecem confirmar certo recuo ou enfraquecimento da candidatura do Ministro Flávio Dino, a uma das cadeiras do Supremo. De minha parte, acho que isso, se mostrar veracidade, beneficiará sobretudo os brasileiros interessados em ver reduzido o nível de violência, país a dentro. Depois, o beneficiado será o próprio titular da pasta da Justiça e Segurança Pública. Como escrito em texto anterior, a transferência de Dino, antes do registro positivo das políticas recentemente apresentadas, expressaria uma derrota, mais dele que do governo. Um dos mais expostos dos membros do ministério heterogêneo de Lula, o ex-governador do Maranhão é também dos mais apreciados. Seu discurso e a firmeza com que o explicita geram confiança de que nem todos os seus colegas de ministério desfrutam. Se isso, do ponto de vista pessoal, pode ser considerado vantagem ou prejuízo, só ele pode afirmar. O interesse por manter a carreira política que lhe deu destaque ou o cumprimento de propósitos a que enorme parcela da população dá crédito, eis o dilema que cabe a Flávio Dino administrar.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mudanças conceituais

Vivemos em um mundo em permanente mudança. Não há um só dia em que algo não mude, em todo lugar. As alterações da natureza, em geral lentas, ajudam a caracterizar períodos geológicos e se medem em esc

É possível uma sociedade diferente

As recentes eleições no Reino Unido e na França fizeram renascer sonhos que pareciam sepultados. Por enquanto, as avaliações se têm prendido aos números, sem que emerjam e ganhem a luz solar questões

A sede do reacionarismo

Balneário Camboriú reuniu o que há de mais retrógrado no pensamento político do Brasil e de algumas outras nações. Maior destaque foi dado ao Presidente da Argentina, Javier Milei, e não sem razão. A

Opmerkingen


bottom of page