top of page

Mentira e descaramento

Milhões são gastos em passeios de motocicleta e barcos. Milhões de reais deixam de ser aplicados na aquisição de vacinas e remédios de uso continuado, para comprar picanha, filé minhon, frutos do mar e outras iguarias com que se refestelam os mandatários. Outros milhões do orçamento premiam categorias privilegiadas no serviço público, enquanto facilidades, perdão de dívidas e dispensa de multas e outros ônus devidos à inadimplência dos amigos do poder, são distribuídos. Ajuda de moradia é paga a autoridades que dispõem de residência no local de trabalho. Deixam-se de adquirir vacinas e medicamentos a custo exorbitante, apenas porque uma Comissão Parlamentar de Inquérito o impediu. Festeja-se o segundo representante do Presidente da República no Poder Judiciário, um dos quais por seu temperamento evangelicamente terrível. As rachadinhas prosperam e cheques de procedência suspeita recheiam a conta da mulher do Presidente. Tudo sob a proclamação de não haver corrupção há três anos no País. A pouca (ou nenhuma) vergonha se faz acompanhar de quase inacreditável descaramento. A mentira acima de tudo e por toda parte!

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

França e franceses

Mais uma vez vem da França o anúncio de novos avanços na História. Esta quinta-feira marca momento importante daquela sociedade, há mais de dois séculos sacudida pelo lema liberté, fraternité, egalité

Uso indevido

Muito do que se conhece dos povos mais antigos é devido à tradição oral e a outras formas de registro da realidade de então. Avulta nesse acúmulo e transmissão de conhecimentos a obra de escritores, f

Terei razão - ou não

Imagino-me general reformado, cuja atividade principal é ler os jornalões, quando não estou frente à televisão, clicando nervosamente o teclado do controle remoto. Entre uma espiada mais demorada e ou

Comentários


bottom of page