top of page

Mensagem de esperança

A 59ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) pode ser aproveitada pelo Presidente da República para mais uma vez construir a cortina de fumaça com a qual têm sido escondidos os malfeitos de seu (des)governo. Se não chegar ao absurdo de estabelecer, ou simular fazê-lo, uma guerra religiosa. Neste caso, o expressivo apoio das seitas e estabelecimentos autodenominados igrejas, que poderiam cobrar resposta oficial à posição da entidade, eis que ela considera o momento gravíssimo e termina por dizer que o Brasil não vai bem. A Mensagem ao Povo Brasileiro, firmada por sacerdotes que não se pode acusar de promoverem sessões de coação para obter dinheiro, na verdade é documento extremamente respeitoso e respeitável. Pelos termos em que se baseia e pelo conteúdo do discurso nele manifesto. Trata-se de pronunciamento de fé, esperança e corajoso compromisso com a vida e o Brasil, como expressamente mencionado. É respeitável porque, optando por denunciar o sofrimento imposto ao povo, independente de qualquer consideração desairosa às outras profissões de fé, clama às autoridades para que promovam urgentes mudanças, em harmonia com os poderes da República e os princípios e valores da Constituição de 1988. Os bispos brasileiros não são indiferentes à relação do (des) governo com o padecimento e as mortes decorrentes da pandemia, tanto que enaltecem o papel desempenhado pelas famílias e agentes públicos, da educação e da saúde em especial, no combate ao mal que chega perto de 670.000 vidas humanas ceifadas. O documento destaca o clima de solidariedade alimentado pelo comportamento generoso e responsável desses agentes, sabendo-se quão pior teria sido a indiferença, quando não a conduta oficial, diante da covid-19. Não fica nisso a Mensagem da CNBB, pois alerta para as incertezas que marcam o período eleitoral, em grande medida prejudicado pelos radicalismos. Por isso, recomenda aos fiéis e a toda a sociedade profunda reflexão sobre o momento e as consequências a que pode ser conduzida a sociedade por suas más escolhas. Também pede seja dado o voto de cada eleitor a candidatos comprometidos com a defesa integral da vida. O fecho da Mensagem ao Povo Brasileiro conclui, manifestando a esperança e o desejo de uma sociedade justa e fraterna. O documento, publicado no último da 29 de abril, faz jus à trajetória da CNBB, que lista no elenco de bons serviços prestados aos brasileiros pertinaz e corajosa resistência à ditadura. Passando por cima, inclusive, de agressões físicas e reais contra imagens dos santos católicos e outras perseguições de que têm sido vítimas muitos dos sacerdotes liderados por Francisco. O Cristo de Bergoglio certamente não é o mesmo de muitos outros que se proclamam cristãos, enquanto concorrem para o aumento da violência e facilitam a tarefa dos que têm horror à vida.

39 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

França e franceses

Mais uma vez vem da França o anúncio de novos avanços na História. Esta quinta-feira marca momento importante daquela sociedade, há mais de dois séculos sacudida pelo lema liberté, fraternité, egalité

Uso indevido

Muito do que se conhece dos povos mais antigos é devido à tradição oral e a outras formas de registro da realidade de então. Avulta nesse acúmulo e transmissão de conhecimentos a obra de escritores, f

Terei razão - ou não

Imagino-me general reformado, cuja atividade principal é ler os jornalões, quando não estou frente à televisão, clicando nervosamente o teclado do controle remoto. Entre uma espiada mais demorada e ou

1件のコメント


Jose Castello Branco
Jose Castello Branco
2022年5月03日

Não temos opção, ou votar no Ladrão ou no candidado que está pagando o rombo deixado pelo….

いいね!
bottom of page