Mais Pensamento, mais Arte

Encerra-se hoje o evento inaugural dos encontros promovidos pelo Núcleo de Estudos de Administração e Pensamento Social Brasileiro - ABRAS/UFF, aqui coordenado pelo Capítulo da Amazônia do grupo de pesquisas integrado por profissionais de diversas instituições regionais. Duas palestras seguidas de debate serão realizadas, ambas tratando da contribuição de Paulo Freire para a educação e o pensamento brasileiros e da tecnologia e da educação como vetores de mudança. O final da sessão e desta fase do evento maior terá o poeta João de Jesus Paes Loureiro (UFPA) declamando poema de sua autoria intitulado Canto angustiado aos plantadores de cana de Abaetetuba.

A inclusão de espetáculo artístico nos eventos promovidos pelo ABRAS é habitual, sendo que o Núcleo, em seus quase 40 anos de existência, já homenageou Vinícius de Morais, Euclides da Cunha, Guimarães Rosa e João Cabral de Mello Neto. Desde os últimos anos do século passado, o Amazonas tem participação destacada nas atividades do ABRAS, antes com o apoio e colaboração da Fundação Amazônica de Defesa da Biosfera - FDB e de profissionais ligados à UFAM, ao INPA, à SEC e à Polícia Militar do Estado.

As atividades do ABRAS, no Ano Acadêmico Paulo Freire, se estenderão até o mês de outubro, com atividades organizadas pelos diversos capítulos regionais do Programa da UFF. Chamados Ciclos de Sessões, naquele mês será realizado o sexto e último deles, sempre na forma virtual..

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Na linha de tiro

Cresce a literatura sobre o infausto período histórico de que somos protagonistas e pacientes. Têm-se posto em questão fenômenos relacionados sobretudo à fragilização da democracia. Pouco a pouco, sen

Menu da babugem ou da xepa

Confesso minha dificuldade em atribuir algum adjetivo suficientemente justo para qualificar o desqualificado sinistro da Economia. Ele não é o único nesse governo a reunir desqualidades tão agressivas

Estreitam-se os caminhos

Os que propalam situar-se no centro ou na centro-direita do espectro político começam a perder as esperanças de constituir o que chamam terceira via. A expressão vem sendo usada para identificar os qu