top of page

Homenagem necessária

Morreu recentemente o professor e maestro Nivaldo Santiago, uma das personalidades mais importantes da arte na Amazônia. Nivaldo deixou sua marca não apenas no seu Estado de nascimento, mas também no Pará, onde deixou sua marca no panorama musical, tendo sido um dos fundadores do Curso de Teatro da UFPA. É justo, agora, que o Amazonas renda as homenagens que ele fez por merecer, marcando algum dos pontos mais atrativos da cidade com um busto ou estátua do maestro. Minha sugestão é colocar a imagem de Nivaldo no centro da rótula em que a Avenida do Turismo encontra a Avenida Coronel Teixeira, na Ponta Negra. A proximidade do anfiteatro localizado poucos metros adiante é bastante sugestiva, além de prestar reverência mais que oportuna e merecida. Diria até, necessária. Outros, que muito menos fizeram pela sua terra, ou mesmo alguns que só a têm prejudicado já foram alvo de rapapés. Não fosse apenas isso, Nivaldo Santiago foi das expressões artísticas mais distintas da região.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Dentro do script

Emmanuel Macron conseguiu eleger a nova Presidente da Assembleia Nacional francesa, Yael Braun-Pivet. Derrotado pela esquerda e pela direita, ainda assim, Macron cometeu a façanha. É quase certo que f

Hibridismo

O lado direitista de Nicolás Maduro acabou aparecendo. Ao usar o medo como instrumento de persuasão, o Presidente venezuelano não faz diferente do que faz a direita. E acaba confirmando o que dizem de

Mandatos pró-ambiente

PSOL e Rede inscreverão 11 de seus filiados para concorrer nas próximas eleições municipais. Eles são candidatos a uma vaga coletiva, para defender o meio ambiente, diante da degradação por que passa

Comments


bottom of page