top of page

Fagocitose e antropofagia

Talvez influência das comemorações do centenário da Semana de Arte Moderna, ocorre-me a lembrança das palavras postas no título desta nota. Antropofagia, boa parte dos brasileiros sabe, é o costume de comer carne humana, como o faziam os tupinambá. No caso deles, sem o mesmo sentido e significado relacionados ao recebimento de auxílio-residência. A outra, fagocitose, não sei quem mais além dos biólogos e profissionais afins, sabe o que é. Resumida e toscamente, dizemos tratar-se de um processo biológico em que uma célula "come" outra, protegendo o organismo de uma infecção. Nada sei além disso, salvo quanto ao caráter ritual da antropofagia, explicada como a tentativa de herdar as qualidades e as virtudes do morto. Soubesse sobre o momento inicial, a duração e o momento final da fagocitose, talvez dissesse algo mais sobre os quatro anos exigidos das federações politicas em fase de organização.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Vacina necessária

Logo os negacionistas protestarão. O que lhes pode interessar, diante do anúncio da celebração de um acordo entre laboratórios, para a criação de uma vacina anti-mal de Alzheimer? Só quem nada sabe so

Convívio versus hostilidade

Está lá, na página 41 da edição da última quarta-feira, no Estadão. O artigo em que o festejado antropólogo Roberto da Matta coloca interessante e oportuno dilema. Entre os que convivem em paz e integ

Símbolos

Vera Rosa, colunista do Estado de São Paulo, considera as enchentes do Guaíba a covid de Lula. Não destaca a diferença de conduta do triPresidente, em relação ao seu antecessor. Mas elege três símbolo

コメント


bottom of page