Eu quero entender

Leio sobre um assalto praticado na periferia. O assaltante, um desempregado, apontou uma arma de brinquedo e levou vinte reais, quanto o outro desempregado levava no bolso. Vejo a foto cuja legenda traz o nome do delinquente pobre. Como sua vítima. Adiante, o relato de um assalto aos cofres públicos. Minuciosa, a narrativa descreve os passos dados pelos delinquentes engravatados, numerosos e membros da sociedade apartada dos homens de bem. Do nome deles não se sabe, onde moram também. Apenas que as investigações continuarão, sob segredo de (in)justiça.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A Amazônia sendo devastada, o Presidente vendendo gato por lebre no exterior e o vice-Presidente, investido das funções de xerife da Amazônia, só agora soube da devastação. Do círculo de ferro das fak

Segue em marcha batida o processo que tentará impedir a participação do Presidente e excluir o até agora imbatível ex-Presidente Lula das eleições de 2022. Os media já noticiam o interesse do centrão

Sinto envelhecer, quando: o casamento, no passado formador de famílias, passou a ser um organizador de quadrilhas; o desvio de dinheiro púbico era chamado desfalque, não comissionamento; o patriota e