Com ressalvas


O Tribunal de Contas da União aprovou, com 14 ressalvas, a prestação de contas de 2019 do governo Jair Bolsonaro. Dentre as ressalvas, há irregularidades, inconsistências e atos de improbidade. Destes, contam-se 6. A julgar pela sugestiva sigla daquela Casa de Contas, o astrólogo Olavo de Carvalho vai repeti-la, a seu modo e preferência, de segundo a segundo, a partir de agora. Ele sabe como tirar grana de terceiros. Talvez os contadores do Planalto saberão arranjar os bnúmeros. Embora não o rtenham conseguido, em relação às mortes causadas pela covid-19.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Menos mal

Continuará a chamar-se Praça Nestor Nascimento o logradouro da Praça 14. Houve recuo dos promotores de mais uma das muitas ignomínias que têm vitimado segmentos sociais desfavorecidos. No caso específ

Mercado

Oferta e procura se encontram. Ao final, chegam ao objetivo buscado: o preço. Simples assim, diria o obediente general Pazuello. Atento a isso que se considera a principal lei de um ser etéreo, invisí

O coringa desastrado (?)

Migrante ministerial, o réu confesso Ônix Lorenzoni troca de pasta como quem troca de roupa. Perece certo ministro da ditadura, pau para toda obra. Com uma vantagem sobre o pretenso candidato ao gover