Capacetes salvadores


Até que enfim, os capacetes podem salvar vidas, ao invés de eliminá-las. Vem de Fortaleza a informação: com 3 meses de trabalho, equipe constituída por profissionais da Escola de Saúde Pública, do SENAI e da UNIFOR prepara-se para lançar um capacete que dispensa o uso de respiradores e UTIs. Os testes, realizados no Hospital Leonardo da Vinci, na capital cearense, estão em fase de conclusão. O equipamento custará perto de 2 mil reais, cerca de 50 vezes menos que os respiradores comprados pelo Governo do Estado do Amazonas.

0 visualização

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.