top of page

As cores da vida

O ator Paulo Betti, em recente mensagem divulgada nas redes sociais, advogou a retomada das cores da bandeira pela esquerda. O verde-amarelo com que os genocidas e seus aliados pretendem cobrir a direita não pode continuar exclusividade deles e dela. Agora, Celso Rocha Barros, articulista da Folha de São Paulo, recomenda o uso de todas as cores, com razão argumentando que o importante é ir às ruas, protestar contra o (des)governo que já matou mais de 520 mil seres humanos. Ao morticínio calculado ele chama autoritarismo assassino ou latrocínio em massa. Se há quem discorde, o que menos importa é a cor com a qual combater o mal. E dizer NÃO à morte!

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Desconstrutor

O vereador Sassá da Construção Civil (PT-AM) é favorável ao injustificado recuo de Lula, no quiproquó com Netanyahu. O que bastou para o advogado Marcelo Amil protestar, cheio de razão, em seu blog ww

Rusgas à vista

Se procedem, as informações sobre a pretensa blindagem do Exército pelo quase ex-tenente-coronel Mauro Cid, pode-se antecipar dificuldades no relacionamento entre a Marinha e as forças de terra. Segun

Stand up às avessas

O pralamentar Marcos Val tem irresistível e mal aproveitada vocação para o stand up. Ele não consegue fazer mais que desatar gargalhadas naqueles que ouvem suas - como direi? - narrativas. Ou, para se

Comments


bottom of page