top of page

Apostas abertas

Mencionando o sinistro da Saúde, o Presidente da República referiu-se ao já desmoralizado cardiologista como aquele tal Quiroga. O fato ocorreu em reunião no Planalto, na qual foi anunciada a intenção de desobrigar os brasileiros que ainda querem viver do uso de máscaras. O tratamento dado a Marcelo Queiroga coincide com contatos feitos por emissário do Presidente, credenciado a obter apoio para a profissional que ocupará o Ministério da Saúde, depois dele. A substituição só não ocorrerá se Queiroga adotar e repetir a máxima pazzuelesca: simples assim, um manda, outro obedece. Será assim, ou diferente? As apostas estão abertas.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sempre haverá Poesia

Miriam Goldenberg, antropóloga e escritora, publicou ontem na Folha de São Paulo, belíssima crônica sobre a também escritora Roseana Murray. Esta, como fartamente noticiado, foi mordida por três cães

Ganhadores sempre

Menor a oferta, maior o preço. Maior a oferta, menor o preço. Se essa "lei" do mercado vale, esperem-se maiores lucros para os traficantes de drogas. Basta ver sancionada a PL das drogas. Identificar

Nem acidente, nem coincidência

Repetem-se em São Paulo os tiros que matam indiscriminadamente inocentes. Dentre estes, crianças e adolescentes. Uma forma de genocídio parcial. A raça é substituída pela condição sócio-econômica da v

Comentarios


bottom of page