top of page

Aparências ilusórias

O pior juízo político advém quase sempre da superficialidade com que o fato é encarado. Descuidam-se assim os pretensos observadores do que está por trás dos fatos e dos atos. Contentam-se em apreciar aspectos ostensivos, esquecendo ou negligenciando o que se passa nos bastidores. Faz poucos dias, mesmo supostos expertos na análise política seriam capazes de apostar no afastamento de mais um dos militares que cercam o Presidente Jair Bolsonaro. Desta vez, o general Ramos cairia fora, ressabiado com a conduta dos zeros à direita instalados no chamado gabinete do ódio. As ofensas pessoais do sinistro Ricardo Salles a muitos pareceu o sopro que faltava para remover o galho estranho na estranha árvore do poder. Nada disso aconteceu, sem que os analistas se dessem conta de que disse-me-disse é rotina no ambiente político, aqui e por todos os lugares em que o poder está em jogo. Mais que chamar de maria fofoca ao colega de Ministério, pesa nas relações da gente que frequenta o poder o interesse comum. Ainda mais quando tais interesses contam com o apoio popular. Que se dane o País! Que se derrubem todos os valores que os poderosos dizem inspirá-los! Importa, mesmo, fazer o que parece necessário à implantação e consolidação dos apetites pessoais em cada espaço político. O compartilhamento de propósitos e apetites fala mais alto.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mitigam sem resolver

Dia 26 próximo, o MCT apresentará proposta de restruturação das carreiras de ciência e tecnologia. Espera-se que o INPA - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia será contemplado com 814 vagas, co

Boiada virtual

Um falso pecuarista sonegou 300 milhões de reais em impostos, negociando rebanhos clandestinos, com base no Maranhão. Falsificação de documentos era outro dos negócios de José Roberto Viana. Outras 20

Comments


bottom of page