Alhos e bugalhos

Tratamento dispensado às ONGs por alguns seguidores da necropolítica concorrem para gerar opinião pública hostil à atuação dessas organizações. A não ser quando elas são criadas com intenções sabidamente desonestas, como a fundação que se apropriaria de multa aplicada à Petrobrás e outras, vinculadas a políticos ou seus sócios. Organizações não-governamentais desse tipo não constituem a maioria, mas é como se fossem. Enquanto autoridades vociferam contra muitas delas, a Médico sem Fronteiras tenta minimizar o sofrimento dos países africanos, sem descuidar de outras regiões do Mundo, açoitadas pela fome e a mortalidade infantil. A MSF não se omite no combate à pandemia. Aqui e em outros lugares.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mais um capítulo amazônico

Durante a sessão de abertura do Encontro anual do Ano Acadêmico Paulo Freire, pelo Núcleo de Estudos de Administração e Pensamento Social - ABRAS/UFF, será instalado o Capítulo Amazônia, integrado por

Hora do pega pra...

Por mais que o Presidente e o Relator da CPI da covid-19 desejem e mesmo tentem, difícil será manter a tranquilidade, quando sabemos que a marca de 500 mil cadáveres se aproxima. Nem todos têm consciê

Pensamento não morre

Há vinte e quatro anos, em outro 02 de maio, deixava-nos Paulo Freire. Doze anos depois, foi embora Augusto Boal. O pensamento e a ação de ambos, dignificantes e justificativas da nem sempre provada s