95 anos de Thiago de Mello

O editor participa das homenagens ao poeta da claridade, que mais canta, quanto mais escuro está. O poema-homenagem pode ser lido nestas páginas (Nauta, vídeos) ou em videocultura.manaus.am.gov.br Neste link será encontrada a justa e oportuna manifestação de intelectuais admiradores do autor de Estatutos do Homem, obra das mais expressivas da poética brasileira.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comício em CPI

A cara de pau é tamanha, que até um orador de comício eleitoral critica a politização da CPI da covid-19, ao mesmo tempo em que discursa como se estivesse em campanha. Com mandato outorgado pelos elei

Segurança alimentar

Há quantos dias o amigo leitor não sente o gosto da carne? Qual será o alimento posto no prato dos que, fora dos 116,8 milhões de brasileiros, ainda têm pratos – e o que pôr neles? Quem sabe, mais uma

Hoje, amanhã...sempre*

Das mães não deveria ser apenas este dia domingo que sucede sábado nada diferente a não ser daquele - uma e quantas mais vezes - saudado pelo poetinha então não havia vírus embora as balas já fizessem