top of page

Vida e Política

Atualizado: 26 de jun. de 2022

Vida é sucessão. O tal um dia depois do outro, a que se referiam os antigos. Se é na Política que as vontades, individuais e coletivas, se formam e têm curso; e se a Vida está presente em cada uma e em todas as pessoas, então não há como desvincular uma coisa da outra. Sempre lembrada a única circunstância que nem por isso deixa de sê-lo: a mudança. Assim como muda a fisionomia das pessoas, à medida da passagem do tempo, muda a sociedade por elas mesmas construída. O noticiário pós-recolhimento de assinaturas para a CPI do MEC informou da única abstenção amazonense na lista dos subscritores do pedido de Randolphe Rodrigues, o peessedebista Plínio Valério. Também volta às páginas o antigo pedido de Plínio, para que se crie uma outra CPI, a das ONGs. Seria despropósito indicar uma única e irrefutável causa como sustentação do pedido do amazonense agora abstêmio. Embora sua intenção aparente tenha sido a de seguir a cantilena oficial, pode-se supor certa desatenção para aspecto não se sabe até que ponto negligenciado. As tão ofendidas ONGs não operam apenas em relação à defesa dos indígenas, quilombolas, deficientes, famintos, moradores de rua e outras minorias. Muitas são as que se dedicam a outro tipo de temas, assuntos e problemas, de que daria conta a fundação que o ex-tudo Sérgio Bolsonaro e seu cúmplice Deltan Dalagnoll pretendiam administrar. Essa fundação, porém, acabou por não sair do papel e da cabeça de seus inspiradores. Com a pecha de desonesto que o STF lacrou no peito do ex-juiz federal, ao dizê-lo parcial. Dizer mais a respeito disso e dele não seria mais que proceder à exumação de um resto político, tão conhecidas suas peripécias marginais. Plínio Valério também pretende exumar seu pedido, não obstante as significativas alterações no ambiente político. Assim, a semente posta por ele no Senado tem pouca probabilidade de medrar. Quem sabe ele se convencerá disso e, quanto mais a eleição se aproxima, mais levará em conta a Política. Apenas uma expressão da Vida.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Dentro do script

Emmanuel Macron conseguiu eleger a nova Presidente da Assembleia Nacional francesa, Yael Braun-Pivet. Derrotado pela esquerda e pela direita, ainda assim, Macron cometeu a façanha. É quase certo que f

Hibridismo

O lado direitista de Nicolás Maduro acabou aparecendo. Ao usar o medo como instrumento de persuasão, o Presidente venezuelano não faz diferente do que faz a direita. E acaba confirmando o que dizem de

Uns e outros

E necessário insistir: governos não erram, apenas escolhem os beneficiários de suas decisões. Alguns, como o do triPresidente Lula, têm que se submeter a práticas viciadas e danosas à sociedade. Mesmo

Comments


bottom of page