top of page

Promessa e aflição

Esta semana promete farta safra produzida na seara política. Às dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores, os indígenas, os pretos, os membros da comunidade LGBTQ+A - os pobres em geral, vão se somar as aflições por que passam importantes autoridades do governo. A corrupção que o ex-patrono do atual Presidente da República imputou a Lula e boa parte dos seus amigos, tornou-se um bumerangue desgovernado. Voltou à origem, como a confirmação da dificuldade de todos serem enganados o tempo todo. Se é possível esconder com decreto de sigilo documental boa parte dos ilícitos praticados à sombra do poder, é praticamente impossível prolongar demasiado a ilusão. Seja qual for a razão, um dia a cada cai. Dos catões da véspera passa a ser cobrada não só a aparência da mulher de César. É preciso mais. Isso ficou patente na CPI da covid-19 e certamente o aprendizado que ela ofereceu servirá para alguma coisa. Sem precisar seguir os maus hábitos do ex-juiz que o STF considera desonesto

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Dentro do script

Emmanuel Macron conseguiu eleger a nova Presidente da Assembleia Nacional francesa, Yael Braun-Pivet. Derrotado pela esquerda e pela direita, ainda assim, Macron cometeu a façanha. É quase certo que f

Hibridismo

O lado direitista de Nicolás Maduro acabou aparecendo. Ao usar o medo como instrumento de persuasão, o Presidente venezuelano não faz diferente do que faz a direita. E acaba confirmando o que dizem de

Uns e outros

E necessário insistir: governos não erram, apenas escolhem os beneficiários de suas decisões. Alguns, como o do triPresidente Lula, têm que se submeter a práticas viciadas e danosas à sociedade. Mesmo

Comentarios


bottom of page