40

Foram os dias

flutuantes de Noé

explorador do cio

de tantos pares

promessa de encher

de habitantes

rios florestas lagos

ilhas montanhas

mares...


quantos os anos

a Moisés dados

em trabalhosa cansativa

procissão

caminho esperançoso

para chegar

à sua terra da

promissão


quanto durou o jejum

de um salvador

as olivas desdenhadas

ao redor

necessário visitar o templo

vergastar o infiel

empedernido

com o chicote

promover-lhe o exemplo


nascido o filho

opulenta ou pobre

seja a cena

cercando a esperança

pelo amor desatada

que a bonança

chegue após a

quarentena


com Maomé

o tempo não se

fez diferente

Saul Salomão e Davi

de suas vidas

quatro décadas

dedicaram

a conduzir sua gente

numa busca incessante

envolvente


agora aturdidos

acovardados

frágeis sobreviventes

por um vírus

humilhados

vermes bípedes

de amor insolvente

solvem esperanças

sonhos muitas vezes

mal sonhados...

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Morto - o sonho?

Desta não escapamos o vírus foi mais forte forçou-nos a abandonar vocês não sabemos se deixamos só que trouxemos conosco tanta saudade a falta do beijo sorridente do neto a preocupação com o emprego d

Homem e máquina

Disseram-me: cala-te não me calei. Insistiram: guarda tua pena outras pagarás! Fiz-me surdo. Ameaçaram-me: na tua boca poremos o gosto do fel em tua vida também! Perseverei... Olhos sempre postos no a

Diante do pelotão

Nossos modos de ver o mundo separam-nos mais que dois mil quilômetros de coloridas águas tornaram meus olhos secos ao ponto de não reterem nem verterem o profundo sentimento de lamentável dolorida ind

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.