Vir, ver... verão!


Não vieram

não viram

o que visto

posto aí está

no vão esforço

em que se

vão

baldada solidão

um vírus

a perturbar

sólido sol

dó e dor

a desmanchar-se

no ar.

Seja mais que

um inverno

de suportável aflição

jamais atroz

inferno

quem sabe quando

o verão...?

3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Invisibilidade do mal

Ser invisível a separar pais de filhos marido de mulher irmãos de irmãos amigos e tantos quantos fingimos próximos e semelhantes junta-os todos na angústia e no medo de um amanhã que não se sabe tira

Arma invisível

O fato não surpreende a consciência não o permite tão conhecido o objetivo no máximo, tênue suspeita seríamos absorvidos por outro cogumelo como o foram os de Nagasaki e Hiroshima os despelados como a

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.