Veto à vida

O veto do Presidente da República ao uso de máscaras em alguns estabelecimentos marcará talvez a necropolítica posta em marcha no País. Os patrões terão poder de vida e morte sobre os trabalhadores, podendo ou não fornecer-lhes máscaras e outros produtos de proteção. As restrições presidenciais à Lei estendem-se aos órgãos públicos, às escolas, estabelecimentos comerciais e industriais, templos e outros locais passíveis de aglomeração de pessoas. A salvação fica por conta dos governos estaduais e respectiva legislação. Graças ao STF, permanece com eles regular a matéria no âmbito de seus respectivos Estados.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Anunciada...mas nem por isso

A forma como a covid-19 vem sendo encarada pelo governo federal responde pela tragédia que já matou mais de duzentos mil brasileiros, e ainda matará não se sabe quantos mais. O desespero que tomou con

Qual o verdadeiro PT?

Enquanto tergiversava a respeito do apoio a Baleia Rossi, o Partido dos Trabalhadores entretinha tratativas com os apoiadores de Arthur Lira, candidato de consenso entre o Presidente da República e o

Médicos paulistas se manifestam

Firmada por todos os ex-Presidentes vivos da entidade, Carta ao Público de profissionais inscritos no Conselho Regional de médicos de São Paulo - CREMESP, reivindica a pronta e vigorosa manifestação d

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.