Vento na proa

O País vai de vento na proa. Agora, é um deputado mineiro de Juiz de Fora que deseja estabelecer a censura sobre a música. Os entendidos dizem que o parlamentar (pralamentar é mais adequado chamá-lo) pretende acabar com o funk. Alguns lembram haver leis que punem a ofensa aos bons (chamemos assim, para aumentar a compreensão do leitor) costumes; outros, que hinos usados como trilha sonora durante sessões de extorsão livremente praticadas deveriam também ser proibidos. Já, já, chegaremos ao século XII.

2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Dinheiro enfezado

Cenhos cerrados, aparência indignada são expedientes conhecidos. Nem mesmo a cueca substituindo as pochetes e capangas (lembram-se delas?) é inédita. Mas criatividade não falta aos nossos políticos. P

Perverso roteiro

Promessas vãs. Indignação tradutora de hipocrisia. Aposta na ignorância do eleitor. Simulação de estar chegando agora. Chororô. Inoperância atribuída aos poucos recursos disponíveis. Mais do mesmo, às

Lições da vida

Desigualdade, taxação de grandes fortunas, inflação parecem palavras canceladas dos dicionários. Os especialistas e os curiosos – esses, então...! – raramente as mencionam em suas lições de rastejante

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.