Velhas novidades

Estes tempos de nova política e pós-verdade chegaram no Amazonas. Não apenas quanto à velha lenga-lenga contra a zona franca. Ainda agora, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - nosso admirado INPA tem agravado seu problema de carência de pessoal. Não basta a próxima aposentadoria de quase 50% dos atuais servidores em atividades, um que sequer pensa em aposentar-se é mandado trabalhar no INSS. Responsável pela coordenação do Bosque da Ciência por muitos anos e por iniciativas que levaram aquele local a ser visitado por crescente número de turistas e habitantes de Manaus, Jorge Lobato foi mandado passear. Tudo, porque, diretor do Sindicato dos Servidores Públicos, participou da justa e oportuna mobilização em defesa do Instituto, de seus servidores, da ciência e da tecnologia.

A decisão de transferir Lobato coloca em xeque a reivindicação de ex-diretores do INPA e da comunidade de cientistas que ele abriga. Quanto mais precisa de técnicos, cientistas e auxiliares, o respeitado órgão de pesquisa vê-se privado da contribuição de um servidor.

Se a isso se chama nova política, não sei quais seriam as velhas.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Repondo a verdade

A necessidade de uma reforma administrativa parece-me indiscutível, mas por motivos e com finalidades absolutamente contrários aos que vêm propalando governo, congressistas e patrões. Com o coro engro

O Rubicão de cada um

Difíceis, muito difíceis – e tenebrosos, os dias que temos vivido. Digo da morte imposta a toda uma população, aqui como em outros lugares do Mundo. A rejeição da Ciência, a agressão aos direitos fund