Velhas novidades

Estes tempos de nova política e pós-verdade chegaram no Amazonas. Não apenas quanto à velha lenga-lenga contra a zona franca. Ainda agora, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - nosso admirado INPA tem agravado seu problema de carência de pessoal. Não basta a próxima aposentadoria de quase 50% dos atuais servidores em atividades, um que sequer pensa em aposentar-se é mandado trabalhar no INSS. Responsável pela coordenação do Bosque da Ciência por muitos anos e por iniciativas que levaram aquele local a ser visitado por crescente número de turistas e habitantes de Manaus, Jorge Lobato foi mandado passear. Tudo, porque, diretor do Sindicato dos Servidores Públicos, participou da justa e oportuna mobilização em defesa do Instituto, de seus servidores, da ciência e da tecnologia.

A decisão de transferir Lobato coloca em xeque a reivindicação de ex-diretores do INPA e da comunidade de cientistas que ele abriga. Quanto mais precisa de técnicos, cientistas e auxiliares, o respeitado órgão de pesquisa vê-se privado da contribuição de um servidor.

Se a isso se chama nova política, não sei quais seriam as velhas.


2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Sem mato e sem cachorro

Cassar sempre será mais fácil que caçar. Nesta, precisa-se ter cachorro (à falta dele, gato serve). Na outra, o verbo substitui com vantagem o substantivo: matar é diferente de manter a mata. O cão ne

Triste destino

Se não podes contra o poderoso alia-te a ele. Esse o roteiro seguido pelo ex-senhor da Lava Jato, desmoronado muito antes do que imaginaria a mais criativa mente. Não dando certo a fundação urdida com

Pandemia e endemia

Faz poucos dias, adverti para os resultados então incertos do segundo turno. Considerava àquela altura sem fundamento o triunfalismo de qualquer das forças em disputa. Também buscava conter a tendênci

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.