Uma das duas

Ingenuidade e competência não parecem compatíveis. Pelo menos em certas áreas de atuação. Especialmente no serviço público. Menos, ainda se estamos tratando de um país chamado Brasil. Se foi ingênuo o empresário Winston Ling ao apresentar Paulo Guedes ao Presidente Jair Bolsonaro, ele põe em dúvida sua suposta competência profissional. Isso, se o abismo não lhe interessa. Se, porém, ele é competente, poderia ter previsto para onde nos levaria o sinistro da Economia. Coube ao próprio Ling explicitá-lo: o abismo.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Aprendiz

As trapalhadas que envolvem o Prefeito de Manaus revelam quão mal faz à população eleger pessoas sem competência para gerir o interesses coletivo. O desvio de vacinas para aplicação em amigos fora da

Então, tá!

O Prefeito de Manaus pensa que todos os demais são burros. Ou absolutamente imbecilizados. Nem sabe a diferença entre esperteza e inteligência (que, demasiada engole o dono, como dizia Tancredo Neves

Não é alpiste

Torcendo pela saúde restabelecida do ridículo Luciano Hang, mais a fazer é esperar dele comportamento adequado à sociedade dos homens. Seu aspecto de periquito, motivo para boas risadas, não o autoriz

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.