top of page

Terra e História se movem

Imediatamente após divulgados os números finais da eleição presidencial, o Brasil e o Mundo pareceram ter reconquistado a Paz e a Esperança. O Planeta viu-se menos ameaçado pelo desequilíbrio climático, enquanto os brasileiros perceberam-se libertados do desequilíbrio psiquiátrico de um napoleão de hospício. Ainda que essa condição arrisque, se reconhecida oficialmente, evitar as consequências penais justamente devidas. Chegar a esse ponto, porém, é tarefa de que se hão de ocupar as autoridades policiais e judiciárias. Com todo o rigor e cautelas que o ex-magistrado agora feito senador - espécie de Incitatus com votos - preferiu ignorar. Neste particular aspecto, junta-se às esperanças que a eleição de Lula suscita previsão à altura da biografia do ex-juiz que chama conje a um dos constituintes de um casal. Mais que ninguém, e sem ninguém que o estimulasse a fazê-lo, Sérgio Moro beijou a mão que ele antes mordera, juntando ao beijo agradecido o escarro de que o poeta Augusto dos Anjos nos advertiu. Mais cedo do que esperávamos, a caterva do centrão e outros dos que a ele se assemelham, começam a estender o tapete - vermelho, sim, como convencionado - para o oficiosamente empossado novo Presidente da República. Este, festejado pela maioria que o bloqueio e os controles oficiais não conseguiram impedir de votar, mostra cada minuto quanto sabe aprender. Ao mesmo tempo em que, favorecendo comparações, põe a nu a ignorância, a truculência e a perversidade de outros. Isso o torna perante os olhos do Mundo um cidadão cuja visão alcança até onde os olhos não chegam. O que, no meu entender, se chama intuição. Essa qualidade dada a uns poucos, mas tanto maior e tão precisa, quanto maior a disposição de aprender e agir, obediente a bons propósitos. Têm razão, portanto, os que, antes tão criminosamente agressivos, apresentam-se trajados de súbita humildade, pressurosos por obter o perdão e manter-se providos do oxigênio negado aos que constam da lista dos mortos, dentre os 700.000 que um vírus e os vermes cúmplices sacrificaram. Tudo isso, muito mais cedo do que se imaginara. Ah, se não houvesse esse tipo execrável de gente! A roda da História não se moveria...

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

França e franceses

Mais uma vez vem da França o anúncio de novos avanços na História. Esta quinta-feira marca momento importante daquela sociedade, há mais de dois séculos sacudida pelo lema liberté, fraternité, egalité

Uso indevido

Muito do que se conhece dos povos mais antigos é devido à tradição oral e a outras formas de registro da realidade de então. Avulta nesse acúmulo e transmissão de conhecimentos a obra de escritores, f

Terei razão - ou não

Imagino-me general reformado, cuja atividade principal é ler os jornalões, quando não estou frente à televisão, clicando nervosamente o teclado do controle remoto. Entre uma espiada mais demorada e ou

Comments


bottom of page