top of page

Tarda mas não falha

A Justiça Federal, TRF-3, de São Paulo, condenou três torturadores do DOI-CODI ao pagamento de indenização de R$ 1 milhão cada. Os recursos irão para o Fundo de Defesa dos Direitos Difusos, do Ministério da Justiça. Os condenados são Aparecido Laertes Calandra, codinome Capitão Ubirajara; Davld dos Santos Araújo, Capitão Lisboa; e Dirceu Gravina, apelidado JC, para lembrar Jesus Cristo(!) Os condenados têm a ver com a prática de torturas e assassinato de divergentes políticos, durante a ditadura. Dentre os mortos, estão o jornalista Wladimir Herzog e a militante Amelinha Telles. Quando a Justiça não se submete à farda, ela pode tardar, mas não falha.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Não fazem falta

Há indivíduos que, ausentes, fazem enorme favor aos outros. Cafu e Ronaldinho Gaúcho organizam um jogo entre veteranos, cuja renda se destinará às vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul. Enquanto

O medo da urna

A credibilidade do governador Eduardo Leite afundou de vez nas águas do Guaíba e outros rios. Quando todas as cidades atingidas pelas enchentes baixarem, restará na lama o prestígio do governante. Alé

Provas provadas

A Revista de Saúde Pública, do Instituto Sérgio Arouca, tirou as dúvidas. Nós municípios em que o ex-capitão excluído das forças armadas e tornado inelegível venceu as eleições de 2022, o índice de mo

Comentarios


bottom of page