Se eu pensasse...

Ouvi, de um esquerdista irritado com a simplificação (tosca, como tudo o que é valorizado nestes tempos de pós-modernidade): se pensasse com o intestino, eu seria de direita. Ganho bem sem precisar trabalhar; sou uma pessoa cheia de bens; bebo bons vinhos; viajo quando quero; meus filhos frequentam as melhores escolas; minha saúde está entregue aos melhores médicos e hospitais do País. O diabo é que eu penso com o cérebro...

Não pude responder a ele de outra forma: Lorde Byron lutou pela independência da Grécia. A família de Fidel era latifundiária. Quase acrescentava que alguns dos bilionários dos outros países começam a trocar o intestino pelo cérebro.

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo

Novo livro

Nosso tripulante Orlando Sampaio Silva tem novo livro em circulação. O título Episteme e emoção é a mais nova contribuição do professor, antropólogo, advogado e poeta. No Espaço Aberto o visitanntet-l

Quem tem medo...

O episódio envolvendo o vice-líder do governo no Senado inverteu a frase tão conhecida. Antes dizia-se que quem tem...tem medo. Agora, pode-se dizer que quem tem medo suja a cueca...e o que ela carreg

De novo

Alguns países da Europa, França, Alemanha, Reio Unido e Itália, dentre outros, começam a admitir a ameaça de novo surto da covid-19. Medidas postas em prática antes começam a ser novamente decretadas,

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.