Sai barato

Samir Mamed Assi, amigo e companheiro de trabalho durante anos, dizia-me, do alto de seus conhecimentos econômicos e matemáticos: um salário mínimo pago a todos os trabalhadores amazonenses custaria menos que as isenções e favores fiscais concedidos aqui. Sem problemas adicionais para o Estado. Agora, se compararmos o que os ganhadores eternos receberão, com a esmola que irá para a outra margem, a máxima do economista amazonense tão precocemente falecido se atualiza.

0 visualização

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.