Representatividade e falta de

Batem no vazio as ideias que tenho apresentado, como base da que reputo adequada reforma política. Neste mesmo blog (Convés), convoco os interessados a discutirem o assunto. Por enquanto, sem eco algum.

Entendo, como a maioria dos que ouço e leio, débil o vínculo entre as aspirações da maioria da sociedade e o desempenho dos seus assim chamados representantes. Não sou, porém, dos que pretextam essa razão para propor a redução do número deles. Em alguns casos, pode ser que haja número demasiado de representantes eleitos. Para fixar tal número, todavia, penso necessário dispor de critérios de análise. Quais são estes, quem os elaborou, onde podem ser encontrados? Palpites não bastam.

Dentre os pontos que mais me preocupam, as reformas constitucionais destinadas a revogar a Carta Magna sobre a qual os presidentes proferem o juramento inaugural de seu período de governo, merecem destaque. Penso, quanto a isso, que qualquer alteração constitucional só deve prevalecer no período seguinte ao da legislatura em que for aprovada. Assim, a Constituição Federal deixaria de ser o traje político escolhido pelo eleito para substituir o que ele encontrou no guarda-roupa, quando assumiu o mandato. Isso acabaria com a Constituição moldada ao corpo e às medidas do mandatário, não em obediência às necessidades da sociedade.

Este é o primeiro ponto. Outros serão sucessivamente tratados aqui. Se houver quem se interesse em conhecê-los e debatê-los.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sociedade X mercado

É de goleada a surra que o mercado aplica na sociedade. Enquanto os cientistas e o que resta de administradores interessados nos interesses coletivos buscam vacinar a população, o desdém do sinistro d

Se queres a paz, desarma-te!

Há mais de 17 séculos, o autor latino Publius Flavius Vegetius Renatus disse: si vis pax, para bellum. A isso corresponde o que modernamente chamamos paz romana. Nada mais, nada menos que a resolução

Ordem verbal

Os estudiosos da Psicologia são uns danados! Eles vão buscar no fundo mais profundo das pessoas a motivação de toda sorte de comportamento. Cada qual a seu modo e preferência, são eles os profissionai

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.