Repondo a verdade

A necessidade de uma reforma administrativa parece-me indiscutível, mas por motivos e com finalidades absolutamente contrários aos que vêm propalando governo, congressistas e patrões. Com o coro engrossado pelos media. Deixando as mentiras apresentadas como fundamento, bastaria mencionar existirem mecanismos capazes de melhorar o desempenho de todos os órgãos públicos. Um deles, a avaliação chamada período de estágio probatório. Outra mentira: a de que é expressivo o número dos bem-pagos no serviço público. Exceção, bem que merecem a tarja de marajás. Nem se fale do deficit de quase todos os órgãos e agências públicas, no que concerne aos serviços devolvidos à população que lhes paga salários, manutenção, investimentos em equipamentos, instalações etc. Alguns dos órgãos afetados dão lucro ao Estado. Insisto: sem profunda e criteriosa análise e avaliação do funcionamento da máquina estatal, qualquer alteração na estrutura do aparelho oficial chega a ser criminosa.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Promessas

A semana promete. Pelo menos, no que toca a CPI do Senado. A expectativa é grande, dentro e fora do Planalto, do Palácio inclusive. Bem treinados, os senadores parecem ter encontrado o caminho para a

O signo da astrologia

Mesmo os mais subservientes dentre os que vivem à sombra do Presidente da República põem em dúvida a promessa de ele fugir à sua vocação e sina. As palavras de Rodrigo Pacheco, ao devolver a MP de pro