Rato e montanha

O pífio depoimento de Sérgio Moro decepcionou parte dos seus cegos admiradores, e pode ter surpreendido os fanáticos do bolsonarismo. Os primeiros não terão como ignorar a por enquanto aparente inconsistência do dedurismo do ex-Ministro da Justiça. Os outros alimentavam certa intranquilidade. Afinal, devem saber do que seu ídolo é capaz. Agora fica mais clara a imagem do rato que abandona o navio, tanto quanto o tamanho moral do ex-Juiz. Do parto, porém, não saiu a montanha, mas um monte...sabe-se lá de quê. Há muito equilíbrio e equivalência, entre acusador e acusado.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Vida e morte

Você entregaria a saúde de seu filho a um médico que impede o garoto de ser vacinado porque desviou a vacina para aplicar em seu próprio filho? Não foi diferente deste hipotético dilema o que ocorreu

Quantos são

O dia chegará, como chegou para os responsáveis pelo Holocausto. O genocídio de 6 milhões de judeus, negados ainda hoje pelos discípulos e seguidores do Führer. O rol dos acusados só não levará à barr

Melhor calado

Afinal, o ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso se manifestou. Desta vez, para recriminar correligionários e liderados aptos a se alinhar com Henrique Lira, na disputa pela Presidência da Câmara dos

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.