Provocador - dos piores

Por definição, todo bom professor é provocador. Sem despertar a curiosidade e o interesse do alunado, ninguém poderá dizer-se mais que um transmissor de provérbios prontos e acabados. É a dúvida que leva ao conhecimento, não a certeza. Esta, no máximo, sempre será o guarda-chuva debaixo do qual se protege a ignorância. Há, porém, provocação e provocação. A que aproveita à formação de bons cidadãos e melhores profissionais é o oposto da preferida pelo sinistro Abraham Weintraub, da (des)Educação. Já nem se fale do desconhecimento de sua língua nativa. Nem se duvide de que ele fale fluentemente outras línguas. A conferir.

Não é inédito que o colonizado saiba mais do que lhe ensina a metrópole, o patrão. Torna-se compreensível, portanto, o ódio que Weintraub alimenta contra a Universidade brasileira e a contribuição que as instituições públicas têm dado à sociedade. Ele tem lá suas (des)razões.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Anunciada...mas nem por isso

A forma como a covid-19 vem sendo encarada pelo governo federal responde pela tragédia que já matou mais de duzentos mil brasileiros, e ainda matará não se sabe quantos mais. O desespero que tomou con

Qual o verdadeiro PT?

Enquanto tergiversava a respeito do apoio a Baleia Rossi, o Partido dos Trabalhadores entretinha tratativas com os apoiadores de Arthur Lira, candidato de consenso entre o Presidente da República e o

Médicos paulistas se manifestam

Firmada por todos os ex-Presidentes vivos da entidade, Carta ao Público de profissionais inscritos no Conselho Regional de médicos de São Paulo - CREMESP, reivindica a pronta e vigorosa manifestação d

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.