E o emprego?

Só (?) a desatenção admite perder de vista a diferença que há entre os que criticam a (anti)reforma da previdência pelos prejuízos que ele trará aos trabalhadores e os que a desejam logo implantada. Têm sido mostrado fartamente os pressupostos em que ela se assenta, em análises e documentos de variada origem. E em números, tão ao gosto dos que se acostumaram a sustentar seus pretextos em cifras, tabelas e gráficos. A grande imprensa fige preocupação com os trabalhadores, as vítimas de sempre. Todos os meios de comunicação, sem exceção, cobram do Congresso rapidez, não justiça. Parece até que desfrutamos de pleno emprego no País.

0 visualização

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.