Por que a violência não cede?

Os números assombrosos da violência em Manaus não cedem. Por mais que se anunciem decisões e providências supostamente destinadas a conter o fenômeno, a cidade continua situada em posição das mais altas, no ranque nacional. Quem sabe não é hora de analisarmos nossos índices de desigualdade e estudar as possíveis relações entre um e outro dos fenômenos? Tem razão o deputado José Ricardo, quando afirma que imagens portando arminhas em nada contribuem para resolver o problema.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Saída difícil

Imagine-se um carro Ford-T trafegando nas ruas das grandes cidades. Por mais agradável que fosse conhecer aquele símbolo do mundo industrial emergindo, ninguém negaria o anacronismo da paisagem. Pois

Quem quiser, que o compre

Assisti à sessão híbrida em que a Câmara dos Deputados confirmou a decisão unânime do Supremo Tribunal Federal, determinando a prisão do deputado Daniel Silveira. O relatório lido pela autora, deputa

O povo contra a democracia - conclusão

É na última Parte (de número 3, Remédios) que o livro apresenta suas recomendações ou, no mínimo, suas cogitações voltadas para a superação da crise: a domesticação do nacionalismo, o conserto da econ

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.