Pior quarentena


Sérgio Moro tem mais uma quarentena com que se preocupar: a referente à postulação de cargo eletivo após deixar a magistratura. Para o Presidente do Supremo, oito anos é prazo razoável. Opõem-se a José Dias Tofolli os que rejeitam também esse tipo de quarentena. Alguém deve ter pensado que o prazo deveria ter relação com a duração do mandato desejado. Para o Senado, 8 anos. Para os demais cargos, quatro anos. Ou isso é despropositado? Enquanto os interessados no mandato ficam em quarentena, os eleitores põem as barbas de molho.

0 visualização

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.