Perverso roteiro


Promessas vãs. Indignação tradutora de hipocrisia. Aposta na ignorância do eleitor. Simulação de estar chegando agora. Chororô. Inoperância atribuída aos poucos recursos disponíveis. Mais do mesmo, às vezes menos. Reeleição. Esse é roteiro por demais conhecido, de que boa parte dos eleitores já se cansou. Candidatos a prefeito revelam absoluta ignorância sobre o papel deles e o da Câmara de Vereadores. Os candidatos à vereança não destoam. Os que já ocuparam os postos em disputa repetem velhas promessas. Os novos preferem puxar o saco de quem pensam donos dos votos. Os eleitos – vocês verão! – se “surpreendem” com a carência de recursos para cumprir o que prometeram. Como se boa fé pudesse ser fingida impunemente. E tratam de se preparar para a próxima – eleição ou reeleição. O roteiro não muda, nem há muitos interessados em fazer que mude.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Saída difícil

Imagine-se um carro Ford-T trafegando nas ruas das grandes cidades. Por mais agradável que fosse conhecer aquele símbolo do mundo industrial emergindo, ninguém negaria o anacronismo da paisagem. Pois

Quem quiser, que o compre

Assisti à sessão híbrida em que a Câmara dos Deputados confirmou a decisão unânime do Supremo Tribunal Federal, determinando a prisão do deputado Daniel Silveira. O relatório lido pela autora, deputa

O povo contra a democracia - conclusão

É na última Parte (de número 3, Remédios) que o livro apresenta suas recomendações ou, no mínimo, suas cogitações voltadas para a superação da crise: a domesticação do nacionalismo, o conserto da econ

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.