Pensamento e Arte na Amazônia

Começam hoje, a partir de Manaus, os trabalhos do I Encontro Internacional da rede ABRAS, realizado em concomitância com o XII Encontro de Administração e Pensamento Social Brasileiro e IX Encuentro de Administración y Pensamiento Social. As sessões, todas virtuais, inserem-se na programação do Ano Didático Paulo Freire, com que o Núcleo de Estudos de Administração e Pensamento Social Brasileiro- ABRAS/UFF homenageia o falecido filósofo e pedagogo brasileiro, no ano de seu centenário. Na abertura, o grupo constituído de professores e pesquisadores de instituições amazonenses (UFAM, UEA, EMBRAPA, SEMED)terá reconhecido seu status de Capítulo, referente à região amazônica, de acordo com a Declaração de Compromisso firmada perante a Coordenação Nacional do Núcleo. Na sessão de abertura serão entregues os títulos de Intérprete do Brasil e Pesquisador Emérito, além de prestado um depoimento sobre o homenageado professor pernambucano e proferida palestra sobre a Revolução Industrial e o Fatalismo Geográfico. A Orquestra Sinfônica da UFAM encerrará as atividades do primeiro dia, apresentando a obra Cobra Grande, de Waldemar Henriques (paraense), com arranjo do amazonense Nivaldo Santiago.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Na linha de tiro

Cresce a literatura sobre o infausto período histórico de que somos protagonistas e pacientes. Têm-se posto em questão fenômenos relacionados sobretudo à fragilização da democracia. Pouco a pouco, sen

Menu da babugem ou da xepa

Confesso minha dificuldade em atribuir algum adjetivo suficientemente justo para qualificar o desqualificado sinistro da Economia. Ele não é o único nesse governo a reunir desqualidades tão agressivas

Estreitam-se os caminhos

Os que propalam situar-se no centro ou na centro-direita do espectro político começam a perder as esperanças de constituir o que chamam terceira via. A expressão vem sendo usada para identificar os qu