top of page

Pela Ciência

A Ciência não se deixará vencer pela ignorância, a Liberdade não sucumbirá diante da demagogia. Pelo menos, se depender dos que produzem conhecimento e não têm compromisso com a mentira. A Mesa Redonda promovida pela Associação dos Programas de Pós-Graduação em Ciências Sociais (ANPOCS), na tarde da última sexta-feira, marcou mais que a passagem do Dia Nacional da Lita pela Ciência. Serviu para mostrar quanto os estudiosos, sejam professores, cientistas e pesquisadores podem contribuir para encaminhar por bons rumos a sociedade brasileira. Participaram do evento, constituindo a mesa vários profissionais, a seguir nomeados: Rosa Rossini (USP), Vera Val (INPA), Marilene Corrêa (SBPC/UFAM), Édna Castro (UFPA/SBS), , Ênio Candotti (MUSA), Marcelo Seráfico (UFAM/SBS) e Nélson Noronha (PPGSCS/SBS). A partir de hoje (19-10) até 27 deste mês, a ANPOCS realizará seu 45º Encontro Nacional, integrado por interessantes atividades e debates sobre assuntos do interesse da sociedade e da Ciência. As conversas com o autor, por exemplo, terão sempre das 16:30 às 18:00, apresentações nos dias 20,21 e 22. No primeiro dia, com apresentação do professor Bruno Reis (UFMG), e mediação da professora Andréa Freitas (UNICAMP), a conversa será com o autor Fernando Limongi. Dia 21, a autora Jane Beltrão será apresentada pelo professor Antônio Carlos de Souza Lima (Museu Nacional/UFRJ), com mediação da professora Rosana Fatima Fernandes (UFPA). A conversa do dia 22 terá como apresentador a professora Bila Sorji (UFRJ), a autora Nadya Guimnarães e mediação do professor André Vereta Nahoum (USP).

Mais informações podem ser obtidas em wwww.annpocs2021.sinteseeventos.com.br

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

França e franceses

Mais uma vez vem da França o anúncio de novos avanços na História. Esta quinta-feira marca momento importante daquela sociedade, há mais de dois séculos sacudida pelo lema liberté, fraternité, egalité

Uso indevido

Muito do que se conhece dos povos mais antigos é devido à tradição oral e a outras formas de registro da realidade de então. Avulta nesse acúmulo e transmissão de conhecimentos a obra de escritores, f

Terei razão - ou não

Imagino-me general reformado, cuja atividade principal é ler os jornalões, quando não estou frente à televisão, clicando nervosamente o teclado do controle remoto. Entre uma espiada mais demorada e ou

Comments


bottom of page