Os ratos de Hamelin

Nunca foi tão oportuno lembrar da história do folclore alemão, que os Irmãos Grimm reescreverem e divulgaram. Resumindo: no final do século XIII, a cidade alemã estava infestada de ratos. O Prefeito convidou um tocador de flauta mágica, para levar os ratos e lançá-los ao mar. Seduzidos, os ratos morreram todos afogados. A autoridade não pagou o serviço. O flautista, em represália, atraiu cento e trinta meninos, encarcerando-os em uma caverna. Restaram em Hamelin adultos com suas despensas abarrotadas de alimentos.

2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Volver!...

Não nos admiremos se hoje for desmentida a decisão do Presidente da República, quanto ao interesse pela vacina chinesa. Se o desmentido não tiver sido divulgado na noite de ontem. Fazer diferente diss

Novo livro

Nosso tripulante Orlando Sampaio Silva tem novo livro em circulação. O título Episteme e emoção é a mais nova contribuição do professor, antropólogo, advogado e poeta. No Espaço Aberto o visitanntet-l

Quem tem medo...

O episódio envolvendo o vice-líder do governo no Senado inverteu a frase tão conhecida. Antes dizia-se que quem tem...tem medo. Agora, pode-se dizer que quem tem medo suja a cueca...e o que ela carreg

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.