Os novos comunistas

A atividade política ilude muita gente. A tal ponto, que se tem a impressão de que ilusão e política são amigas íntimas e inseparáveis. Uma não existe sem a outra e ambas se fortalecem mutuamente. Onde há muito interesse político, ali medrará a montanha de ilusão, onde há ilusão, ali a política exercerá crescente influência. Vem daí o descuido em conceder mandatos, eletivos ou não, a pessoas absolutamente despreparadas para o exercício de funções públicas ou desdenhosas quanto aos compromissos com a sociedade. É bem disso que tratamos, ao saber que a economia brasileira está ameaçada, porque vieses ideológicos recheados de ignorância e autoritarismo impõem-se em todos os setores da administração. Quando a oposição se faz de morta e o centrão passa a daar as cartas, é do exterior que vem gesto que, por mais simbólico que seja, traz consigo um recado. Mau recado, se avaliadas as consequências econômicas que podem determinar. Oito países europeus manifestaram-se, chamando a atenção do governo brasileiro para a devastação de amplas áreas em diversos ecossistemas nacionais. Enquanto a fauna e a flora do Pantanal, da Mata Atlântica, da Amazônia e do Cerrado são devastadas, Alemanha, Dinamarca, França, Itália, Bélgica, Holanda, Noruega e Reino Unido mostram quanto isso pode prejudicar as compras de nossos produtos. A não ser que todos esses países tenham assumido o lugar da China e da Rússia no comunismo desaparecido em 1981, é difícil imaginar o que dirão os produtores de fake-news. Estas, produtos que mais têm crescido entre nós.

0 visualização

Posts recentes

Ver tudo

Pra quê humoristas?

Pra que humoristas? A realidade política brasileira, de tão surreal, dispensa criadores de piadas. Diariamente, chegam prontas as anedotas que aliviam os sacrifícios impostos (1) à população. Como di

Dinheiro enfezado

Cenhos cerrados, aparência indignada são expedientes conhecidos. Nem mesmo a cueca substituindo as pochetes e capangas (lembram-se delas?) é inédita. Mas criatividade não falta aos nossos políticos. P

Perverso roteiro

Promessas vãs. Indignação tradutora de hipocrisia. Aposta na ignorância do eleitor. Simulação de estar chegando agora. Chororô. Inoperância atribuída aos poucos recursos disponíveis. Mais do mesmo, às

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.