top of page

Onde estão os amantes da vida?

Em meio à tragédia generalizada, Manaus ganha destaque nos media. Aos escândalos ligados à aquisição de equipamentos médicos necessários e medicamentos ineficazes, que governos estaduais e o federal tentam livrar-se de justificar, soma-se até o ar que se respira. Sem o qual, nos hospitais do País, assegurariam a vida dos pacientes. Em alguns casos, 60 indicados na capital do Amazonas, recém-nascidos. Até este momento (16:00 do dia 15-01), não encontrei uma só manifestação dos que batem no peito, cerram as mãos sobre as contas de rosários de ouro e rezam o dia inteiro invocando o nome de Jesus, protestando contra o desdém votado aos que, mal chegam ao Mundo veem-se ameaçados de nele não permanecer. Os mesmos que lançam impropérios contra o aborto que impedirá a infelicidade de famílias inteiras, e - pior - dizem defender a vida humana, quando ela não é se não uma promessa. O ser saído do ventre materno não interessa a esse tipo de bípede, que apenas a elegância admite chamar humano. Esse, porém, por mais monstruoso, tem sido o comportamento usual dos que vão às ruas na tentativa de fazer funcionar a roda da economia como em tempos tranquilos, Talvez porque, acostumados aos cálculos mais frios e exonerados de bons sentimentos, saibam quais pagarão a conta - em vidas, dinheiro, fartura e prestígio. Muitos, com a malandragem vizinha do crime, a esperteza substituindo a precária inteligência, ainda cultivando roça de onde lhes poderão sair mandatos eletivos ou malas de dinheiro. Quando não uma coisa e outra. Disso todos sabemos...

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

França e franceses

Mais uma vez vem da França o anúncio de novos avanços na História. Esta quinta-feira marca momento importante daquela sociedade, há mais de dois séculos sacudida pelo lema liberté, fraternité, egalité

Uso indevido

Muito do que se conhece dos povos mais antigos é devido à tradição oral e a outras formas de registro da realidade de então. Avulta nesse acúmulo e transmissão de conhecimentos a obra de escritores, f

Terei razão - ou não

Imagino-me general reformado, cuja atividade principal é ler os jornalões, quando não estou frente à televisão, clicando nervosamente o teclado do controle remoto. Entre uma espiada mais demorada e ou

Commentaires


bottom of page