top of page

O sofrimento que também é nosso

Há poucos dias, a Terra Indígena Tarumã, no Município de Araquari, SC, foi invadida por homens armados. Pelo menos um deles trajava roupa militar, embora aparente ser um falso membro da força terrestre. Lá habitam os Tekoa Ka'aquy Mirim Porã. A ação agride decisão do STF, em Recurso Extraordinário de maio de 2020 (RE.1017365) que impede a reintegração de posse das terras, mais ainda quando sequer um papelucho à guisa de mandado judicial não é apresentado. Não são só nossos irmãos indígenas os alvos, mas toda a sociedade brasileira. Por isso, esse é também um sofrimento que nos atinge. Em ESPAÇO ABERTO há mais sobre o fato ora denunciado.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Não fazem falta

Há indivíduos que, ausentes, fazem enorme favor aos outros. Cafu e Ronaldinho Gaúcho organizam um jogo entre veteranos, cuja renda se destinará às vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul. Enquanto

O medo da urna

A credibilidade do governador Eduardo Leite afundou de vez nas águas do Guaíba e outros rios. Quando todas as cidades atingidas pelas enchentes baixarem, restará na lama o prestígio do governante. Alé

Provas provadas

A Revista de Saúde Pública, do Instituto Sérgio Arouca, tirou as dúvidas. Nós municípios em que o ex-capitão excluído das forças armadas e tornado inelegível venceu as eleições de 2022, o índice de mo

Commentaires


bottom of page