*O NOVO E O VELHO NA POLÍTICA*


Eis uma pergunta que mexe com o pensar, nos levando à simples reflexão ou a um emaranhado de notícias e informações que invadem nosso cotidiano.

Já vi e ouvi gente apelar para a rejeição total dos políticos com mandatos e pedir que o eleitor vote no "novo", em candidato de primeira viagem ou que nunca tenha tido representação legislativa ou executiva.

Seria este o novo na política? Ledo engano, caríssimo ou caríssima. Não basta ser um imberbe ou um "calça-curta" na política para representar o "novo". Pode até ser uma renovação, uma troca de turno, mas nem sempre um novo caminho ou uma nova forma de caminhar.

Vou explicar pelo inverso, agora: velho na política é usar um mandato para atender seus próprios interesses e os interesses do grupo econômico que o apoiou; velho na política é querer entregar o patrimônio público nas mãos do privado; velho na política é chamar professor de vagabundo; velho na política é a "rachadinha"; velho na política é beneficiar com licitações fraudulentas a empresa do compadre ou do seu financiador; velho na política é ficar rico com negociatas; velho na política é enganar o eleitor e esse eleitor defender e votar no seu ludibriador.

Tem político com ou sem mandato que sempre será o novo, porque vai de encontro a tudo aquilo que é velho na política.

Como encontrar esse político? É simples: pesquise a sua história de vida e procure discutir com ele seus projetos, as propostas que ele tem para melhorar a vida de todos. Não queira saber o que ele pode fazer para melhorar a sua vida, isoladamente, pois se fizer isto você, enquanto eleitor, estará fazendo a velha política.

Político bom existe, como existe eleitor consciente e responsável. O problema é que por trás do discurso do "novo" há a velha intenção de empurrar o político safado e ladrão.

Em síntese: político novo é aquele que luta por justiça social, por salário digno para todos trabalhadores, que luta por mais verba para a educação e que se preocupa com a saúde do seu povo.

Político novo não faz "rachadinha" com dinheiro público nem vende seu país para outro país.

Político novo existe e está na sua cidade. Mas, cuidado! Os pilantras também estão próximo de você. Pesquise e conheça antes de votar.

Lúcio Carril

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A CLASSE MÉDIA NÃO VAI AO PARAÍSO

Transito entre pessoas da minha classe e da classe média. Reconheço de longe a simplicidade de um trabalhador, que ao amanhecer, com mochila nas costas, caminha ao ponto do ônibus e fala com seu coleg

Paleta Poética*

poesia é imagem emoldurada pintada na tela da razão com as brilhantes cores da paleta da vida em nuances vivas de emoção pintura diáfana do que os olhos não veem registro relutante do tempo que não pa

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.